A Fundação Gabo, criada em 1995 pelo jornalista e Nobel de literatura colombiano Gabriel Garcia Márquez, abriu inscrições para a nona edição do Prêmio Gabo de Jornalismo Iberoamericano. O objetivo é reconhecer o trabalho de profissionais de imprensa que colaboram para a melhoria da sociedade ao denunciar injustiças, combater a desinformação e propor soluções para as questões sociais.

Os vencedores em quatro categorias vão receber 35 milhões de pesos colombianos (em torno de US$ 9,5 mil), um certificado e a escultura “Gabriel”, criada pelo artista colombiano Antonio Caro. Os dois finalistas de cada categoria da premiação receberão 8 milhões de pesos colombianos (em torno de US$ 2,5 mil).

Nas oito edições anteriores, a Fundação Gabo já premiou 47 profissionais.

Como participar 

Podem ser inscritos trabalhos veiculados entre 1º de julho de 2020 e 30 de junho de 2021, em língua espanhola ou portuguesa, nas seguintes categorias:

  • Texto: jornalismo escrito
  • Imagem: jornalismo visual – fotografia, vídeo, animação e visualização de dados 
  • Cobertura: trabalhos sobre temas da atualidade em qualquer meio
  • Inovação: melhor contribuição ao desenvolvimento de novos tipos de meios, conteúdos, linguagens e formas de levar a informação ao  público.

As inscrições podem ser feitas até 15 de julho de 2021. Para se inscrever é preciso entrar na plataforma do Prêmio Gabo.

Os trabalhos inscritos que cumprirem as regras da premiação serão submetidos a um júri composto por mais de 50 jornalistas.  A cerimônia de entrega será realizada de forma virtual em novembro de 2021. 

Leia também 

Mudança climática foi segundo assunto com mais destaque na mídia global em 2020, só perdendo para a Covid-19

Patrícia Campos Mello, da Folha, fala hoje Instituto Reuters de Oxford sobre “Como resgatar o jornalismo na era da mentira”