A filósofa, escritora, acadêmica e colunista da Folha de S.Paulo Djamila Ribeiro foi anunciada vencedora do  BET International Global Good Award 2021 − Prêmio de Impacto Social, um reconhecimento da Black Entertainment Television (BET) International a figuras públicas que defendem iniciativas que promovam mudanças sociais positivas e conscientização. 

Djamila é reconhecida por seu ativismo social e luta pelos direitos dos negros e das mulheres. É autora de três livros que abordam o feminismo e o racismo. E vai lançar em breve uma nova obra sobre o tema.

Já foi homenageada com prêmios nacionais e internacionais por seu trabalho de análise, estudo e denúncia da violência e desigualdade social no Brasil. É também coordenadora dos selos Sueli Carneiro e Feminismos Plurais, pelos quais publicou treze livros de autores negros.

A filósofa se diz orgulhosa com o reconhecimento. 

“Em tempos tão sombrios, saber que há uma marca totalmente dedicada à cultura negra é algo maravilhoso. E poder fazer parte disso, recebendo tão importante prêmio, é uma glória”.

Djamila Ribeiro é formada em Filosofia e é mestra em Filosofia Política pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), com ênfase em teoria feminista. Sua militância começou ainda na infância por influência do pai, estivador, militante e comunista. Aos 18 anos passou a frequentar a Casa da Cultura da Mulher Negra, uma ONG de Santos (SP), onde começou a estudar temas relacionados a gênero e raça.

Com forte presença nas redes sociais, Djamila acredita que é importante usar a internet como uma ferramenta na militância das mulheres negras, já que, segundo ela, “a mídia costuma invisibilizá-las”.

Participou em 2018 do ensaio Os papéis da liberdade (The Freedom Papers), com outros 51 autores de 25 países. Djamila está entre as 100 pessoas mais influentes do mundo abaixo dos 40 anos, segundo a ONU, foi escolhida como Personalidade do Amanhã pelo governo francês em 2019 e recebeu também o Prêmio Cidadão SP em Direitos Humanos em 2016, entre outros.

Bet Awards

Sobre o reconhecimento, Monde Twala, vice-presidente sênior e gerente-geral da ViacomCBS na África (canal que distribui a marca BET), declarou que é dever da empresa “aproveitar este momento para estimular o poder coletivo a erradicar o racismo sistêmico, a violência e a injustiça. (…) Temos o compromisso de trabalhar em estreita colaboração com líderes comunitários, ONGs, e parceiros corporativos, que lutam para criar uma sociedade mais justa. Somos solidários e buscamos capacitar todos os membros de nossa comunidade que estão trabalhando para essa mudança”.  

Tiago Worcman, gerente-geral do BET Brasil, disse que a marca inspirou-se na luta e trabalho de Djamila Ribeiro no que se refere à ação por justiça e mudança social.

Entre os homenageados de anos anteriores estão o artista e filantropo Akon e a ativista de justiça social francesa Assa Traoré.

O BET International Global Good Award 2021 − Prêmio de Impacto Social faz parte do BET Awards, premiação que valoriza o passado e o presente da cultura negra, reconhecendo os triunfos e sucessos de artistas, celebridades e atletas em uma variedade de categorias.

Em 2021, o evento será transmitido em 27 de junho, às 21h, pelo serviço de streaming gratuito Pluto TV e pela MTV. 

O Brasil também marcou presença na lista de indicados com o cantor Emicida, na categoria Melhor Artista Internacional, e a cantora MC Dricka, na categoria Melhor Novo Artista Internacional

Leia também

Criptografia de ponta a ponta do Facebook na mira do Governo britânico