A Fundação Alexander von Humboldt está oferecendo bolsas para apoiar projetos do que ela chama de “líderes do futuro”. Durante um ano, os selecionados ficarão na Alemanha com auxílio financeiro mensal entre 2.170 até 2.770 euros, apoio pedagógico e curso de idiomas.

É essencial que as propostas tenham relevância social e impacto público duradouro. “Vamos ajudá-lo a se relacionar com futuros líderes internacionais para encontrar novas respostas para as questões globais de nosso tempo”, afirma a fundação.

As candidaturas vão até 15 de outubro e são direcionadas para pessoas que completaram graduação há até 12 anos no Brasil, além de Estados Unidos, África do Sul, China, Índia e Rússia. É necessário conhecimento das línguas inglesa e/ou alemã.

Leia também: Jornalista brasileira ganha bolsa Persephone Miel Fellowship do Pulitzer Center

O campo de atuação dos projetos propostos pode estar em mídia, bem como política, negócios, administração, sociedade e cultura. Pede-se ainda que os candidatos tenham experiência comprovada em liderança.

A instituição onde o projeto deverá ser desenvolvido será de escolha do candidato aprovado.

Programa oferece verba extra para saúde e familiares

A Humboldt oferece ainda ajuda de custo para viagem, seguro de saúde, e integrantes da família que acompanhem o selecionado na Alemanha.

Durante a experiência de um ano, os bolsistas do programa German Chancellor Fellowship, focado em potenciais líderes, vão participar de eventos e grupos de trabalho com o objetivo de fortalecer a rede entre os alunos para além do período da bolsa. As aulas iniciais de preparação ocorrem na cidade de Bonn.

Os candidatos considerados mais promissores serão convidados para uma reunião de seleção em seus respectivos países de origem, onde terão a oportunidade de apresentar seu projeto.

Veja as informações completas no  site da fundação.

Leia também

IPI recebe indicações para destaques na defesa da liberdade de imprensa; premiação ocorre em setembro