Londres – A notícia já era esperada, mas o Reino Unido se comoveu com a morte de Deborah James, que ao descobrir que tinha câncer de intestino virou blogueira e podcaster para desmistificar a doença, promover o diagnóstico precoce e arrecadar milhões para a causa.  

A confirmação da morte foi anunciada pela família na noite desta terça-feira (29) no Instagram da professora de 40 anos que se tornou um fenômeno midiático, manejando desde 2016 as redes sociais e os espaços que conquistou na imprensa com coragem, eficiência e graça, sem medo de se expor. 

O blog Bowelbabe, o podcast You, Me and The Big C, na BBC, e sua coluna no jornal The Sun contagiaram milhões de pessoas. Deborah morreu com o título de Dame, depois de ter recebido uma das mais importantes comendas da realeza britânica entregue pessoalmente em seu jardim pelo príncipe William semanas antes da morte. 

Deborah James em blog, jornal, podcast e livro 

A história é um exemplo do uso positivo das redes sociais, que deram voz a pessoas que em outras eras não teriam tanto espaço na mídia.

Formada em Economia e Negócios pela universidade de Exeter, James especializou-se em ciência da computação e e-learning. Trabalhava como vice-diretora de uma escola quando recebeu o diagnóstico.

A habilidade com tecnologia e alguma experiência em marketing e relações públicas ajudaram a migrar para o mundo das redes sociais e do jornalismo, mesmo sem uma formação direta na área. A primeira incursão foi o podcast  Bowelbabe, mantendo os seguidores atualizados sobre sua luta contra a doença. 

Depois foram as redes sociais, o podcast, a coluna e o livro,  F*** You Cancer: How to Face the Big C, Live Your Life and Still Be Yourself  (F* o câncer, como encarar o grande C , viver sua vida e ser você mesma”), que virou best-seller.

Com bom humor, a “garota do intestino”  dançava diante das câmeras para promover o diagnóstico precoce e postava fotos mostrando o lado mais duro do tratamento, como cicatrizes e o cansaço provocado pelas sessões de quimioterapia. Hugo e Eloisa, os filhos, eram persongens frequentes dos vídeos bem-humorados.

James ficou conhecida por um conselho bem direto: “observem o seu cocô”, uma recomendação para identificar sinais do câncer no intestino que lhe tirou a vida. O alerta tema de vídeos próprios em seus canais e de entrevistas a outras mídias. 

A imagem da ativista com uma fantasia lembrando um ‘poo’  foi uma das escolhidas pela BBC para um vídeo com momentos marcantes da trajetória de Deborah James.

O podcast da BBC tinha outras duas apresentadoras com a doença, a jornalista da rede Rachael Bland e a ativista Lauren Mahon. Bland morreu em 2018. 

Podcast The Big C BBC Deborah James
Reprodução BBC

No início de maio Deborah James desistiu da luta. Anunciou que estava interrompendo o tratamento e se submeteria apenas a cuidados paliativos na casa da família. 

O último episódio do podcast, transmitido em 12 de maio, tinha como título “Nós tentamos de tudo”. 

Morreu cercada pelos parentes e entrou para a história da luta contra o câncer no país, com uma atitude positiva diante do drama e muita ação concreta. 

O legado de Deborah James para a causa é imenso. Além de inspirar pessoas com câncer e seus parentes, ela protagonizou campanhas de arrecadação de fundos, associando-se à ONG Cancer Research UK e a outras organizações até o fim da vida. 

Em junho, uma venda de uma linha de roupas pela marca In The Style levantou mais de £ 1 milhão para a Cancer Research UK. 

Deborah James também motivou ações de prevenção contra o câncer de intestino. Ela fechou uma parceria com a rede de supermercados Tesco para uma campanha de conscientização, e outra com a marca de  papel higiênico Andrex. A partir de setembro, as embalagens do produto terão um QR code levando a informações sobre sinais e sintomas de câncer do intestino. 

Ela também recebeu várias homenagens em vida. Uma delas foi uma rosa com seu nome, apresentada na exposição Flower Chelsea Show. 

Deborah James podcast câncer rosa Chelsea Flower Show

E a principal, o título de Dama do Império Britânico, foi entregue pelo príncipe William em uma tarde de verão no jardim de sua casa.

Sua morte foi lamentada por políticos, celebridades e por pessoas comuns de alguma forma tocadas pelo exemplo e pelo carisma. 

Deborah James ainda teve tempo de anunciar seu segundo livro, com o irônico título de “Como viver se você poderia estar morto”, com parte da renda destinada a um fundo para ajudar pesquisa e campanhas de esclarecimento sobre o câncer de intestino, o Bowelbabe Fund, que já arrecadou mais de £ 6 milhões. 

Direitos autorais reservados. Reprodução do conteúdo integral não autorizada. Reprodução do primeiro parágrafo autorizada desde que com link para a matéria original.