Londres -Na briga entre quem acredita na ciência da vacina contra a Covid-19 e os que continuam a negar seu valor apesar da queda de incidência e mortes entre vacinados, sobrou para quem menos se esperava: o Garibaldo.

O personagem do seriado infantil Vila Sésamo, que em inglês se chama Big Bird (grande pássaro), foi alvo de ataques de conservadores americanos capitaneados pelo controvertido senador Ted Cruz, por ter se declarado vacinado na semana em que os EUA aprovaram a imunização para crianças de cinco a 11 anos. 

Antenado, o personagem usou o Twitter para comunicar que tinha tomado a vacina, irritando os conservadores que não querem ver as crianças vacinadas sob o argumento de que o risco de contaminação entre elas é baixo. 

A vacina do Garibaldo 

No tweet, ele diz: 

 “Minha asa está um pouco dolorida, mas [a vacina] vai dar ao meu corpo um impulso extra de proteção que mantém a mim e aos outros saudáveis”.

E ainda aproveita para dar uma força às demais vacinas: 

“Erica Hill [repórter da CNN] até disse que tenho tomado vacinas desde que era um pequeno passarinho. Eu não fazia ideia!”

Hill  adorou e compartilhou em sua conta, dando ainda mais visibilidade à declaração de Garibaldo. 

Ted Cruz não gostou 

Muita gente gostou, a julgar pelos retuítes e comentários. Mas nem todos. 

O senador pelo Texas Ted Cruz, aliado do ex-presidente Donald Trump que desde início da pandemia se notabilizou por declarações polêmicas e contrárias às políticas de saúde pública, retrucou no Twitter:

“Propaganda do governo… para o seu filho de 5 anos!”

Na semana passada, Cruz apresentou um projeto de lei proibindo o governo federal, bem como qualquer agência estadual ou local que receba financiamento federal – incluindo distritos escolares – de impor as vacinas a crianças. 

“Os pais devem ter o direito de decidir o que é melhor para seus filhos em consulta com seu médico de família”, disse Cruz ao anunciar sua legislação. “Minha opinião sobre a vacina COVID-19 permaneceu clara: nenhum tipo de obrigação”.

O senador republicano do Texas, Ted Cruz. (Reprodução/Twitter)

O republicano também acusou o presidente Joe Biden de ultrapassar sua autoridade durante a pandemia.

“O presidente Biden e seu governo têm repetidamente ignorado os direitos à privacidade médica e a liberdade pessoal ao impor mandatos de vacina ilegais e onerosos às empresas americanas, e agora estão se preparando para impor um mandato às crianças pressionando os pais – tudo sem levar em conta o risco relativo ou o benefícios da imunidade natural ”, disse ele.

Leia também

Resposta falha à Covid faz Brasil perder US$ 93 bilhões no valor da marca nacional, estima consultoria global

YouTube derruba 130 mil vídeos com fake news sobre Covid-19 e cria regra para todas as vacinas

Jornalistas contra a vacina 

Outros direitistas se uniram a Cruz para condenar a campanha de Garibaldo. Lisa Boothe, uma colaboradora da emissora Fox News, também marcada pelo negacionismo da Covid-19, disse que “fazer lavagem cerebral em crianças que não correm o risco de Covid” foi “distorcido”.

A rede de TV Newsmax, outra que sempre apoiou Trump, engrossou o coro.

O apresentador Steve Cortes classificou o tweet do Garibaldo de “maligno, afirmando que as crianças não correm risco estatístico de pegar a doença e por isso não devem ser pressionadas a se vacinarem. Ele termina pedindo: “não cumpram”.

Uma parte da mídia americana tem se alinhado aos contrários a medidas restritivas para controlar o avanço da Covid-19 e ao programa de vacinação. Em um um período de seis semanas entre agosto e setembro, cinco jornalistas que se posicionavam contra a vacina morreram vítimas do coronavírus nos EUA

Vila Sésamo e a Covid-19

Não é a primeira vez que o programa Vila Sésamo se engaja em campanhas relacionadas à Covid. Os personagens têm sido usados em diversas ações, como uma série na CNN com Erica Hill e o comentarista médico Sanjay Gupta.

Garibaldo defende a vacina há muito tempo. 

O perfil MuppetWiki do Twitter postou um vídeo do personagem de 1972, no qual ele faz campanha pela vacinação. Ele vê crianças na fila, indaga sobre o que está acontecendo e depois vai para a fila também. 

Leia também

Filho bissexual do Superman segue tendência iniciada nos anos 80 em cartoons infantis, mostra pesquisa

Influenciadores CGI, criados em computação gráfica, podem levar a “falso ativismo”, mostra pesquisa

Depois do tweet do Garibaldo, pais começaram a postar cenas de suas crianças sendo vacinadas, no que deve agora virar uma febre de retuítes do simpático pássaro amarelo. 

As vacinas da Covid-19 já foram aprovadas pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos para pessoas com 12 anos ou mais desde agosto.

O FDA também concedeu a Autorização de Uso de Emergência (EUA) para a vacina Pfizer-BioNTech Covid-19 para crianças de cinco a 11 anos de idade.  

Leia também

Covid-19 | Governo britânico lança campanha e alia-se a casas noturnas para reverter baixa vacinação entre jovens

Direitos autorais reservados. Reprodução do conteúdo integral não autorizada. Reprodução do primeiro parágrafo autorizada desde que com link para a matéria original.