Londres – Enquanto o imbróglio da compra por Elon Musk não se resolve, o Twitter anunciou o teste de uma nova função que vai permitir textos mais longos na rede social que nasceu conhecida como microblog.

De 280 caracteres (o dobro dos originais 140), a rede social agora vai permitir até 2.500 palavras em publicações feitas com o recurso Notas, evitando a publicação de imagens com textos longos, como se tornou comum, e que fazem o usuário sair da plataforma. 

A funcionalidade foi apresentada nesta semana e ainda não está disponível no Brasil. O recurso também não está acessível a todos, pois, em comunicado, a plataforma disse que está “realizando um teste restrito com um pequeno grupo de usuários”. 

Twitter testa função de textos longos para reter usuários

Twitter texto longo plataforma digital rede social Os testes, segundo a empresa, vão durar dois meses para usuários selecionados no Reino Unido, Canadá, Gana e EUA. Nos países em que não está acessível, também não é possível visualizar conteúdos postados ou retuitados usando o Notas. 

O card para o Notas aparecerá nas localidades em que o teste está sendo feito se a pessoa seguir um usuário que publica uma nota, ou se alguém que ela segue incluir um link de uma nota em um tweet ou retuitar uma nota. 

No comunicado divulgado pela empresa, o Twitter disse que a nova função é para atender os usuários que postam imagens com textos mais extensos ou adicionam links externos para os conteúdos com mais de 280 caracteres.

Para driblar o “jeitinho” de compartilhar “textões” na rede social e, com isso, acabar perdendo tempo de uso no site, a plataforma preferiu se adequar à forma como as pessoas a utilizam.

Com o Notas, os usuários poderão incorporar gifs, fotos e outros recursos gráficos nos textos longos que podem ser lidos dentro e fora do Twitter. 

“Desde os primeiros dias da empresa, os escritores dependem do Twitter para compartilhar seu trabalho, serem notados, serem lidos, criar conversas – tudo menos a escrita real.”

“Com o Notes, o objetivo é preencher a peça que faltava.”

As notas também podem ser editadas depois de publicadas, atendendo a uma antiga reivindicação dos usuários, incluindo do seu possível futuro dono, Elon Musk.

Em abril, a rede social anunciou que estava trabalhando num botão de edição, mas, na época, negou que isso tivesse relação ou interferência do bilionário.

O título de uma Nota será limitado a 100 caracteres, enquanto o corpo dela poderá ter até 2.500 palavras.

Em 2017, o Twitter aumentou o número máximo de caracteres pela primeira vez, passando de 140 para 280, após também testar a função com um pequeno grupo de usuários antes de liberá-la a todos.

No FAQ em português, a rede social já se antecipa às dúvidas sobre isso ser o fim do ser formato atual:

“O Twitter está migrando do formato curto (Tweets) para o formato longo (Notas)? Não. A finalidade da ferramenta que estamos testando é fornecer uma experiência adicional para os usuários no Twitter fora dos Tweets.”

Leia também

Trump de volta, demissões, ‘projeto X’: o que Elon Musk planeja para o Twitter

Direitos autorais reservados. Reprodução do conteúdo integral não autorizada. Reprodução do primeiro parágrafo autorizada desde que com link para a matéria original.